Natal garantido: operador de estacionamento de shopping encontra R$ 14 mil após recolher lixo e devolve ao dono

“Só pensei que não era meu”, disse Walison Soares Braga, de 26 anos, que trabalha no centro de compras em Uberlândia há 7 meses. Para o empresário Guilherme Gonçalves Lemes “a honestidade o levará longe e ele colherá todos os frutos por esse tipo de atitude”.

“Fiz a coisa certa e que coloquei em prática aquilo que meus pais me ensinaram”. A frase é do operador de estacionamento no Uberlândia Shopping, Walison Soares Braga, de 26 anos, que começou a terça-feira (21) como outras nos últimos 7 meses de trabalho, mas que não terminou do mesmo jeito. Isso porque uma série de fatores às vésperas do Natal fizeram com que ele encontrasse um envelope com R$ 14 mil e devolvesse ao dono a tempo de ele pagar os funcionários.

A atitude dele serve de exemplo a todos. A honestidade o levará longe e ele colherá todos os frutos por esse tipo de atitude durante a vida. Espero que o ato de fazer a coisa certa deixe de ser uma exceção e se torne um padrão no mundo
— Guilherme Gonçalves Lemes, que perdeu e recuperou R$ 14 mil em dinheiro

O envelope

 

Era cedo quando Walison começou a trabalhar e iniciou a ronda no estacionamento do centro de compras como de costume, mas naquele dia ele encontrou lixo espalhado entre as vagas e quando foi recolher os materiais descartados e se dirigiu até as áreas das docas para jogá-los fora viu em um dos carrinhos de compras algo errado.

Durante verificação percebeu que se tratava de uma grande quantia de dinheiro em envelopes. Em seguida entrou em contato com a central de segurança do shopping para pedir ajuda e fazer conferência.

Momento em que o Walison Soares Braga devolveu R$ 14 mil a Guilherme Gonçalves Lemes — Foto: Uberlândia Shopping/Divulgação

“Pensei que fossem envelopes dos Correios para descarte. Perguntei para pessoas que passavam se era de alguém, mas como não tinha dono, achei melhor chamar alguém do shopping e fiquei esperando o suporte. Quando contaram tinha R$ 14 mil”, lembrou.

 

Segundo Walison, a quantia encontrada é equivalente a quase 11 meses de trabalho. Ele ganha R$ 1.308,00, mas no momento que encontrou o dinheiro sabia que faria muita diferença para o dono.

Na hora, a única coisa que pensei foi que aquele dinheiro não era meu, que eu precisava devolver. Sabia que faria muita diferença para o dono e que ele iria querer de volta. Tenho a sensação de que fiz a coisa certa e que coloquei em prática aquilo que meus pais me ensinaram
— Walison Soares Braga, que encontrou R$ 14 mil e devolveu ao dono

O dono do dinheiro

 

Após realizarem a conferência, a central de segurança do Uberlândia Shopping seguiu a pista dos cupons fiscais encontrados junto com o dinheiro e entrou em contato com a lanchonete Bob’s. Só então que o dono da franquia, Guilherme Gonçalves Lemes, de 38 anos, se deu conta do que havia perdido.

“O malote continha o dinheiro referente às vendas do fim de semana passado. Tanto sábado quanto domingo foram os 2 melhores dias nos 8 anos de história da loja”, comentou.

 

assim como Walison tinha previsto, o dinheiro faria muita diferença para o dono. De acordo com Guilherme, a quantia foi usada para pagar o salário dos funcionários e o bônus por atingirem a meta de vendas no mês de dezembro.

Ainda segundo o dono da lanchonete, uma série de fatores fez com que esquecesse o dinheiro no carrinho. Ao g1 Guilherme contou que pela manhã levou alguns insumos para o shopping e, como eram muitas caixas, pegou 2 carrinhos. E foi em um deles que acabou esquecendo o dinheiro.

“Eu estava atrasado para uma reunião, estava ao celular fazendo compra de insumos on-line, a bateria do celular estava em 2%, e ao chegar à doca encontrei o caminhão da empresa que entrega meus insumos. Então parei para conversar com o entregador, a bateria do celular acabou antes de eu conseguir fechar meu pedido e me atrasei ainda mais para reunião. Despedi do entregador, acelerei o passo, encaixei os carrinhos de compras nos outros que já estavam parados na doca, virei as costas e fui embora, esquecendo o malote no carrinho”, lembrou.

A devolução

 

Ao buscar o dinheiro na central de segurança do shopping, Guilherme recebeu o dinheiro das mãos do próprio Walison e o momento foi registrado em foto, que está no início desta reportagem.

Mais tarde, o operador de estacionamento passou na lanchonete e ganhou um lanche, milkshake, uma recompensa de R$ 400 e um Feliz Natal. Já o empresário, com o coração cheio de gratidão, também fará a alegria dos funcionários após ter tido o dinheiro de volta.

Fonte: G1 Triângulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.