Comer pouco no jantar não ajuda a reduzir peso, diz estudo

Dentro de uma dieta com calorias equilibradas, comer muita comida no café da manhã e pouca no jantar não impacta a perda de peso. Emagrecer envolve mais fatores

Para quem quer emagrecer, um dos conselhos mais repetidos é que se deve comer pouco no jantar. No entanto, um grupo de pesquisadores britânicos testou a hipótese e descobriu que, na verdade, comer pouco ou muito no jantar não afeta a perda de peso. Isso considerando um cenário em que a pessoa consome a quantidade correta de calorias — nem a mais ou a menos — para o seu organismo.

Publicado na revista científica Cell Metabolism, o estudo sobre o impacto de comer pouco no jantar foi liderado por pesquisadores da University of Aberdeen e da University of Surrey, ambas no Reino Unido. “Não observamos diferenças no gasto energético diário total ou na taxa metabólica de repouso relacionada ao tempo de distribuição de calorias e nenhuma diferença na perda de peso”, afirmam os autores.

Estudo diz que comer pouco no jantar não provoca perda de peso
Para investigar os efeitos do tamanho do jantar na perda de peso, os pesquisadores realizaram um estudo controlado em pessoas saudáveis, mas com sobrepeso ou obesidade. Isso significa que estes participantes tinham um Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou maior que 25.

Foto: Dionatan Dion Cerqueira/Pixabay / Canaltech

No experimento, os participantes foram divididos em grupos com duas dietas diferentes, que receberam por quatro semanas: um grande café da manhã e um pequeno jantar, e um pequeno café da manhã com um grande jantar. Os almoços foram mantidos iguais e o consumo total de calorias era o mesmo, independente do tamanho do jantar.

“Previmos que um grande café da manhã e um pequeno jantar aumentariam as calorias queimadas e o peso perdido. Em vez disso, os resultados do experimento não encontraram diferenças no peso corporal ou quaisquer medidas biológicas de uso de energia entre os dois padrões de refeição”, afirmam pesquisadores envolvidos no estudo, em artigo publicado no site The Conversation.

“Também não foi possível identificar diferenças nos níveis diários de glicose no sangue, insulina ou lipídios. Isso é importante porque as alterações desses fatores no sangue estão associadas à saúde metabólica”, acrescentam estes cientistas.

Questão da saciedade é afetada pelo horário das refeições
Por outro lado, a questão da saciedade foi afetada, segundo os participantes. Isso porque, na dieta do grande café da manhã e do pequeno jantar, os indivíduos relataram menos fome ao longo do dia. Observando por esse ângulo, pode ser vantajoso, sim, seguir a dieta do jantar mais enxuto, já que pode facilitar o controle da fome e, com isso, é mais fácil reduzir o consumo de calorias.

No entanto, por si só, comer menos no jantar não é uma alternativa que promove a perda de peso, mas pode estar associada com outras condições que favorecem uma dieta menos calórica. Aqui, vale lembrar que a melhor forma de emagrecer é alinhar o menos consumo de calorias com atividades físicas e, quando possível, acompanhado por profissionais. Além disso, é fundamental ter boas noites de sono.

Fonte: Terra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *